English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
Links Brasil Net

Tudo sobre as obras de J.R.R.Tolkien!

...pedo mellon a minno...


Arquivo do blog

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Escrito à mão!?

Por Luziane da Palma

 Talvez uma das artes mais admiradas e importantes no meio literário, a escrita à mão era o principal meio de reprodução das melhores obras criadas para a humanidade, algumas delas escritas por nosso querido Tolkien, foram em trincheiras, durante a Primeira Guerra Mundial, onde a maior parte de sua obra foi construída (para mais informações sobre este assunto, há um livro com o nome “Tolkien and the Great War”, do autor John Garth).

Seus escritos até hoje inspiram e incentivam milhares de fãs a seguir o mesmo caminho e iniciar um sonho de tornar suas obras imortais!
Mas será que está habilidade ainda perdurará por mais alguns anos, como compreendi ao ler o artigo (‘Escrever à mão’, por Braulio Tavares), penso que esta via de criação encontrar-se nos dias atuais perdendo espaço para a tecnologia.
O capricho na escrita, as peculiaridades de uma letra desenhada à mão em uma folha de papel, está tornando-se incomum, raro, estranho!
Diferente do que vemos dentro da Terra-Média, onde a escrita dos elfos eram extremamente requintadas e de grande importância para sua cultura, bem como os escritos gravamos em pedra dos anões, que revelava a grandiosidade de seu povo, Tolkien reproduziu em sua obra a importância que a arte da escrita tinha para seu mundo, como um excepcional linguista, ele sabia valorizar está técnica até mesmo em seus personagens!
Nós estamos nos acostumando a teclar com mais frequência do que realizar um rascunho à mão, e muitas vezes usamos caixa alta, nossos jovens e crianças desde cedo só reconhecem as letras a partir do alfabeto proposto pelas páginas de um livro, não mais praticados com a própria caligrafia.
“Vamos abrir mão de escrever à mão para só poder escrever teclando? O que à primeira vista parece uma democratização vai conduzir a uma nova elitização. Porque, no futuro, haverá elites cuja superioridade não será monetária e sim técnica.” (Citação do artigo)
O que Tolkien pensaria se hoje encontrasse todos seus livros disponíveis para ler na internet, se todas as críticas ou analises de sua obra fossem encontradas somente por um programa de busca online? Qual seria sua opinião sobre a quantidade de autores no mercado literário hoje, devido a facilidade de se escrever um livro, o que para sua época demoraria alguns anos para ser escrito à mão, hoje em alguns meses já temos obras completas com diversas sequências e trilogias.
E percebemos bem sua trajetória, a partir dos diversos estudiosos de sua obra, para àqueles que desejam aprofundar-se mais sobre este assunto, ou conhecer o caminho percorrido por Tolkien, indico o artigo da página da Valinor que trata sobre seus Manuscritos e onde encontrá-los, lá poderemos notar no início, as datas que foram escritos e a diferença de tempo, em http://www.valinor.com.br/7458.
Será que a qualidade não está se perdendo um pouco, onde chegaremos, talvez devo também escrever mais e digitar menos? Mas mesmo neste momento realizo meu rascunho em uma folha de caderno velho, com letras apressadas e tentando não percorrer o mesmo caminho da extinção das boas coisas que a vida nos traz.
No mesmo artigo, bem ao final ele alerta-nos sobre outro perigo das coisas fáceis do mundo moderno, e que Tolkien tanto apreciava, andar a pé, plantar com nossas próprias mãos, colher e cozinhar como um bom e simples Hobbit!
Lembremos dos conselhos do professor Tolkien ...

“Se houvesse mais pessoas a valorizar a comida, a alegria e a música mais do que o vil ouro, viveríamos num mundo mais feliz.”

2 comentários:

  1. Oi Lu, adorei seu post! :D
    E realmente é bem assim, hoje em dia a tecnologia anda tomando conta e até mesmo um hábito bom e belo como a escrita à mão vai se perdendo.
    Eu, porém, sempre que escrevo gosto de rascunhas ou montar um esboço no papel e muitas vezes até escrevo tudo no papel primeiro. Não gosto muito de teclar, parece que não consigo organizar bem meus pensamentos em uma tela.
    Por outro lado, acho os manuscritos uma relíquia! Hoje, por exemplo, um rascunho feito à mão por Tolkien seria algo completamente único e precioso. Mas se tudo passar a ser on-line e teclado, acabaremos por perder esse hábito tão bonito. Cabe a nós resgatá-lo.
    Muito bom o post, me fez refletir bastante.
    Beijos, Lerissa :D
    lerissakunzler.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Lery pelo comentário!! E igualmente me sinto assim, ao escrever à mão as ideias afloram livremente, diferente do digitar que parece as vezes tão automático...Que bom poder dividir minhas reflexões...Beijos

      Excluir

Ocorreu um erro neste gadget