English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
Links Brasil Net

Tudo sobre as obras de J.R.R.Tolkien!

...pedo mellon a minno...


Arquivo do blog

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Sociedade do Anel


Quando penso em literatura fantástica, a obra que vêm à tona com maior destaque nesta categoria e que está entre uma das aventuras épicas de maior autenticidade, é a história escrita por John Ronald Reuel Tolkien, publicada entre 1954 e 1955, a saga do Anel do Poder, narrada em três volumes que continuaram a curta história de O Hobbit.
A Sociedade do Anel é a primeira parte da trilogia do Senhor dos Anéis, a história tem início em uma pequena vila de hobbits, chamada Condado, é onde encontramos Frodo, o personagem principal de toda a trilogia, o verdadeiro herói e também o portador do Um Anel, uma herança deixada pelo seu tio Bilbo Bolseiro, um hobbit aventureiro que em uma de suas viagens nas cavernas habitadas por um ser chamado Gollum tomou o Um Anel e o guardou em seu poder por vários anos, prolongando sua vida, o Um Anel era um objeto de grande poder, que reservava um mal antigo que corrompia aquele que desejasse ser o seu portador, pois ele tinha um único mestre, Sauron, o Senhor do Escuro.
 Diversos mapas foram desenhados para descrever em detalhes a diversidade de geografia que Tolkien criou, a Terra Média, é onde habitam seus personagens, alguns deles muito bem classificados e descritos, uma montagem perfeita de características psicológicas e míticas de seres mágicos, alguns como elfos, anões, magos, trolls,orcs e hobbits (seres de aproximadamente 80 cm, com pés peludos e cabelos cacheados)que possuem um gosto muito visível por festas e comemorações, uma delas é muito bem descrita já no início do livro, o aniversário de 111 anos de Bilbo, onde ele entrega contra sua vontade e com o apoio de seu amigo de longos anos Gandalf o Um Anel a seu sobrinho Frodo Bolseiro, decidindo assim partir da vila dos hobbits em novas aventuras por terras conhecidas por ele, seu sobrinho Frodo mau sabe o que aconteceu com seu tio para abandonar todos seus bens e partir sem se despedir dele, agora o Um Anel era responsabilidade de Frodo.
Gandalf, o mago, sábio conhecedor das antigas lendas sobre o Um Anel busca ajuda e aconselhamento para decidir o que deveria ser feito com o objeto, enquanto isso Frodo deveria partir da vila dos hobbits em concordância que ali o anel estaria vulnerável, assim inicia sua jornada e de seu fiel e bravo amigo Samwise Gamgi, contando ainda com o acréscimo de mais dois hobbits, parentes seus, Meriadoc Brandebuque e Peregrin Tûk, que partem em busca de um lugar seguro para aguardarem a decisão certa a ser tomada por Gandalf.
Várias aventuras os aguardam durante esta jornada, em seus caminhos diversos perigos, mas encontram amigos também, o primeiro e mais leal é Aragorn, (mais conhecido como Passolargo), um guardião e também amigo de Gandalf que em diversas situações salva a pequena comitiva de inimigos muito além de suas forças, com grandes dificuldades os pequenos hobbits e seu novo companheiro Aragorn chegam a Valfenda, uma das últimas moradas dos elfos na Terra Média, e lar de Elrond.
Neste último reduto de segurança é formado o conselho, homens, elfos, anões são chamados para compartilhar do futuro que o anel deverá ter, muitas sugestões são feitas, uma delas é feita por Boromir da raça dos homens, que demonstra desejo em possuir o Um Anel para usá-lo contra Sauron, outros prefeririam guardá-lo em algum lugar seguro, mas mestre Elrond e Gandalf revelam que o poder do anel irá obedecer somente a seu dono, Sauron, o portador que estiver com o Um Anel cairá sob o domínio dele e sucumbirá ao seu comando, deixando para Sauron o governo de toda Terra Média, a sua mercê, escravizando homens, e todas as raças existentes.
A única decisão correta era a total destruição do anel, nas chamas onde foi forjado no coração da Montanha da Perdição, ele deveria ser levado, mas quem teria esse árduo ofício de leva-lo por terras estranhas e tomadas de inimigos, sendo o único objeto de desejo do Senhor do Escuro? É neste momento que um pequeno hobbit levanta-se perante grandes homens e poderosos reis para estabelecer seu destino dentro da jornada que ele mesmo havia iniciado, Frodo toma para si a responsabilidade de levar o objeto até seu destino final e destruí-lo.
Inspirados pela coragem e bravura de um pequeno do Condado a Sociedade do Anel é formada, Aragorn e Boromir da raça dos homens, Legolas Verdefolha o elfo do Reino da Floresta, da raça dos anões Gimli, Gandalf o mago cinzento, e finalmente seus fiéis e inseparáveis amigos hobbits, Sam, Merry e Pippin, nove companheiros ligados por laços de esperança e lealdade onde o principal objetivo era alcançarem o fim da jornada sem serem corrompidos.
Mas o perigo os aguardava, tanto fora da sociedade como dentro, o poder do anel era maior que alguns imaginavam, e deixaram-se tomar pelo desejo de possuí-lo, a influência que o Um Anel gerou dentro do coração de alguns companheiros fez com que a sociedade desestruturar-se, o combate dos inimigos externos que surgiram durante o caminho a Montanha da Perdição foram vários, mas a perda de amigos durante esse percurso foi maior, mudou o curso da história do portador do anel.
As perdas começam em Minas de Moria, onde a comitiva se defronta com um antigo demônio do mundo subterrâneo que guarda o lugar, chamado Balrog, envolto em chamas e sombras a besta revela-se mais forte que todos os companheiros, até mesmo de Galdalf o mago, fazendo-o tombar ali mesmo, Frodo vê seu mestre e amigo cair nas profundezas do abismo de Moria, e todos ficam abalados com a perda inesperada do guia da comitiva.
Frustrados e confusos com tal perda, Aragorn os guia até o último refugio de seus amigos elfos, para pedir abrigo e proteção nesta hora de grande tristeza, a comitiva então segue para os domínios de Lady Galadriel, senhora e rainha de Lothlórien, guardiã do anel de Nenya, e juntamente com seu esposo Celeborn governa o Reino de Lórien, lá eles encontram conforto e ajuda para prosseguir com sua jornada.
Mas o caminho ainda era repleto de perigos e a comitiva ainda teria que passar pela maior provação, sua separação, após Frodo comprovar que o Um Anel era mais poderoso e perigoso do que imaginava, decide abandonar seus companheiros e partir sozinho para seu destino, sem, contudo, antes admitir seu fiel amigo Sam em sua companhia nesta jornada que os levaria longe de todos aqueles que amavam, partiam em direção a Montanha da Perdição, no coração de Mordor, sobre o Olho fulminante do senhor da escuridão Sauron e seu exército de orcs.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget