English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
Links Brasil Net

Tudo sobre as obras de J.R.R.Tolkien!

...pedo mellon a minno...


Arquivo do blog

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Como treinar (para ser) um Dragão

A quem possa interessar 
“é uma homenagem sim a dois atores extraordinários”

Por Luziane da Palma

Como diria um conhecido meu, trouxe um ‘adendo’ para o mundo da Literatura Fantastic, um velho conhecido, mas com novidades em sua ‘roupagem’, digamos.
A matéria em si, mostra a idealização e caracterização de um dos personagens mais inteligentes e grandiosos da obra de Tolkien, Smaug o Magnífico, o breve artigo revela algumas curiosidades sobre este vilão, recém revelado na segunda parte de ‘O Hobbit, a Desolação de Smaug’, e uma dessas felizes novidades é justamente a voz por trás da telona, o ator que deu vida, conteúdo e intensidade ao dragão de Tolkien.
Benedict Cumberbatch, mostrou a que venho, quando encarou o desafio de interpretar não somente com a sua ‘estupenda’ voz, mas como ele mesmo disse, interpretá-lo por completo, e o ‘emotion capture’ tornou isso tudo possível.
E assim foi feito, haja caras e bocas para reproduzir expressões que replicassem o efeito que Peter J. queria criar digitalmente para a criatura.


Como se não bastasse a enormidade e complexidade do personagem, pois ‘Smaug’ sempre foi o ponto central da narrativa, o motivo de toda jornada, um ‘indivíduo’ único dentro da história, com diferentes análises possíveis de personalidade, comparações comportamentais com nossa humanidade, ganância, poder, a falência das qualidades pela busca pelo ‘ouro’, um personagem assim, tão complexo, não poderia ter ganho uma representação melhor que pelo ator Benedict.
Mais que somente ator, Benedict é o artista completo, no teatro, na Tv, em comerciais, no rádio, emprestando sua voz para diferentes e diversas narrativas, indo mais além, ele é um dos embaixadores da instituição “The Prince’s Trust”, uma instituição de caridade que ajuda jovens, este ano foi apresentador do ‘Laureus World Sports Awards’,
 engajado em causas sociais e interessado pelo mundo dos esportes, sempre perspicaz e intenso em suas entrevistas, tem ainda uma carreira extraordinária, com representações impressionantes de personalidades atuais e históricas, como Stephen Hawking, Julian Assange e o espião soviético Guy Burgess.
Tolkien nos deixou a imagem em seus livros para que sonhássemos com o dia que ele sairia de sua obra e do nosso imaginário, e ganhasse vida nas mãos (ou melhor dizendo) na voz estupenda deste talentoso e único ator, que revela no breve artigo que até mesmo seu pai já lia para ele quando criança O Hobbit.
“Foi a primeira experiência literária que se passava como um filme na minha cabeça”.

Mas no covil de Smaug havia um hobbit, e era ele nada mais que seu colega, Martin Freeman, o excêntrico hobbit, tão inigualável ator, que não poderia separar a comparação, atores incríveis, se conhecermos mais a dentro suas carreiras veremos uma dupla incrível em Sherlock, série da BBC, e não é à toa que essas participações, apesar de separadas em O Hobbit, tenham dado certo, se compararmos as atuações na série da tv, só temos a agradecer a Peter Jackson pela escolha destes atores consagrados.
Pela sua interpretação em Sherlock, Freeman ganhou o prêmio BAFTA em 2011 e recebeu uma indicação ao Emmy em 2012 por seu trabalho na série. 
Nem preciso citar sua enorme atuação em O Hobbit, sua capacidade de mudança entre momentos cômicos e dramáticos, é fantástico ver sua forma quase acrobática de equilíbrio entre o engraçado e aqueles momentos tensos e até mesmo difíceis pelos quais o personagem passou, tudo bem a maneira ‘hobbit de ser’.
Martin, saiu de Londres como John Watson, e chegou a Nova Zelândia (Terra-Média) como um genuíno hobbit, por sua vez, Benedict só teve que acrescentar um pouco de animalidade, fogo e tamanho para compor Smaug, o resto Sherlock acrescentou e muito a sua personalidade perspicaz de dragão.
Agora é esperar pelo final deste conto, que ansiamos a muitas ‘Eras’ para tornar-se real ...


Trechos e imagens retirados da revista Mundo Estranho, (matéria “Como Treinar (para ser) um Dragão”, edição dezembro de 2013)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget